Nossa especialista, Dra. Camila, escreveu um artigo sobre como proteger sua audição e diversas dicas relacionadas a saúde do seu ouvido. Confira abaixo e deixe seu comentário ou, caso tenha alguma dúvida, fala conosco clicando aqui.

Audição, como proteger?

Está com dores de ouvido? Dor no ouvido pode ser sintoma de infecção. Fuja das receitinhas caseiras e procure um médico. Evite tomar antibiótico por conta própria, sobretudo em casos de dores de ouvido. Uma otite mal curada pode gerar problemas auditivos no futuro.

Veja abaixo algumas situações para ficar sempre alerta:

• Excesso de barulho contínuo pode diminuir a capacidade auditiva em todas as idades. O exemplo, no caso das crianças é a exposição a explosões de fogos de artifício. Nos jovens, os sons musicais, e nos adultos o ruído industrial.

• Uso de aparelho de som portáteis, caso dos iPod e MP3, por mais de uma hora por dia em volume elevado também pode prejudicar a audição. Se você tem filhos que adoram essas tecnologias, repasse o conselho e fique de olho.

• O cuidado com a saúde protege a audição. O consumo de alimentos gordurosos pode aumentar o colesterol e o triglicérides, com prejuízo para a circulação sanguínea. A nicotina causa um efeito vasoconstrictor sobre o sistema neurovascular, com reflexo na oxigenação do ouvido interno. Já o consumo excessivo de carboidratos gera variações abruptas no nível de glicose no sangue e pode interferir no metabolismo das células do ouvido interno.

• Limpar os ouvidos com palitos ou qualquer instrumento pontiagudo pode machucar e furar o tímpano. O cotonete deve ser usado somente na parte externa da orelha. A cera interna não deve ser tirada, pois atua como proteção. O excesso deve ser retirado com lavagem, e indicada por médico.

Dicas para evitar as tonturas

Consulte um médico regularmente para manter os níveis de colesterol, triglicérides, glicemia, pressão arterial e outros indicadores clínicos sob controle. -Na dieta diária, reduza ao máximo o consumo de açúcar e de gorduras. -Evite, previna e trate distúrbios metabólicos e hormonais. -Não abuse de sal, café, chocolate e outros alimentos com cafeína e/ou estimulantes -Evite o fumo e o uso abusivo de bebidas alcoólicas. -Trate qualquer infecção que apareça, seja de causa viral ou bacteriana, porque ela pode repercutir, a distância, no seu equilíbrio -Não abuse de sal, café, chocolate e outros alimentos com cafeína e/ou estimulantes -Trate qualquer infecção que apareça, seja de causa viral ou bacteriana, porque ela pode repercutir, a distância, no seu equilíbrio -Evite grandes intervalos entre as refeições. O ideal, mesmo, é não passar três horas sem levar algum alimento à boca. -Não se exponha a ruído de lazer excessivo (shows, MP3 players etc.)

Cuidados com a Voz

— Evite cigarros e drogas. Eles irritam as cordas vocais, o que pode provocar rouquidão. Um dos primeiros sinais de que há algo errado com a garganta. A longo prazo a rouquidão pode evoluir para lesões mais sérias, inclusive câncer de laringe. — Evite tossir e pigarrear. Esses movimentos são de alto impacto entre as cordas vocais, podendo machucá-las. As causas podem ser várias, como ressecamento da boca e garganta, alergias, rinite, sinusite, refluxo, fumo ou simplesmente um hábito. Descobrindo-se a causa fica fácil eliminá-las. — Evite chupar balas, pastilhas e sprays enquanto se fala, principalmente as mais ardidas, causam falsa sensação de alívio, uma espécie de anestesia, o que faz a pessoa forçar a garganta. — Evite receitas caseiras. Em geral essas receitas têm componentes que irritam as cordas vocais, como, por exemplo, gargarejo com líquidos ácidos do tipo limão e vinagre. — Evite comer em excesso ou ingerir alimentos de difícil digestão. Eles podem provocar o refluxo de ácido do estômago para a garganta, causando irritação. — Evite beber líquidos gelados e bebidas alcoólicas — Evite comer chocolate ou leite em demasia — Evite Choques térmicos. – Descanse e durma bem, a voz reflete o cansaço físico e a falta de ânimo. – Beba muito líquido, principalmente água, isso é fundamental. Com a hidratação, as cordas vocais vibram livremente. – Mantenha a voz sempre no seu tom natural, não se deve fazer esforço ao falar. -Manter sempre uma boa postura corporal ajuda muito. -Poupe a voz durantes crises alérgicas e estados gripais. -Coma maçã, a fruta tem propriedades adstringentes, limpando o trato vocal até os pulmões, e favorecendo uma voz mais saudável. – Procure em casos de tosses, pigarros e alterações na voz que perdurem mais de duas semanas ou sempre que precisar aprimorar sua voz.

Sangramentos Nasais

1) Quando procurar assistência médica? Quando a hemorragia nasal prolonga-se por mais de 20 minutos ou se ocorre após uma lesão (como uma queda ou trauma na face), especialmente se você acha que pode ter um nariz quebrado. A hemorragia nasal após uma queda ou acidente de carro pode ser um sinal de hemorragia interna.
2) Quais as causas mais comuns? -secura e trauma nasal. – outras, menos comuns: lesões, resfriados, alergias ou uso de cocaína. – as crianças podem colocar pequenos objetos até o nariz. – A maioria dos sangramentos no nariz parecem muito pior do que realmente são. Quase todas as hemorragias nasais podem ser tratadas em casa.
3) O que fazer você apresentar um sangramento nasal? – você deve sentar-se e inclinar-se ligeiramente para a frente. Incline-se para frente para o sangue escorrer para fora do nariz, em vez de para a parte de trás de sua garganta. Se você se inclinar para trás, pode engolir o sangue. Isso pode irritar o estômago. -Use o seu polegar e o dedo indicador para apertar juntos a parte macia do seu nariz. Mantenha apertado até que o sangramento pare. Não solte por pelo menos 5 minutos. Se ele ainda está sangrando, segure-o novamente por 5 a 10 minutos. – Uma vez que o sangramento parar, não fazer nada que possa fazê-lo começar de novo, como curvando-se ou assoar o nariz.
4) Quando procurar assistência médica? – se o sangramento persistir por mais de 20 minutos. – se o sangramento foi causado por um ferimento, como uma queda ou algo bater seu rosto. -se você apresenta frequentemente hemorragias nasais.
5) Quais tipos de tratamentos? -Se o sangramento não parar por conta própria ou quando a pressão é aplicada, pode-se cauterizar o vaso sangrante ou tamponar o nariz -Cauterizações envolvem a utilização de uma solução de nitrato de prata ou um dispositivo elétrico para a cauterização do vaso sangramente. O procedimento é realizado com anestesia tópica – Tamponamento nasal é realizado com gazes ou com um balão de látex inflável dentro do nariz de modo que uma pressão é exercida sobre o nariz para parar o sangramento.

Prevenção para Sangramentos nasais:

– Mantenha as unhas das crianças curtas para evitar traumas no nariz

– Lavar as narinas com solução fisiológica 0,9% para neutralizar os efeitos do ar seco

– Não usar descongestionantes nasais tópicos

– Parar de fumar.

– Abrir a boca quando espirrar.